Cirurgia de abdômen

Abdominoplastia ou Dermolipectomia

A plástica de abdômen é indicada nos casos em que, além da gordura localizada acumulada a pele se encontra flácida. Na maioria dos casos são mulheres que já tiveram filhos ou aquelas que devido a regimes severos sofrem com a flacidez nesta região. É indicada também em pacientes que se submeteram a cirurgia de redução de estômago. Não é uma cirurgia para emagrecer, mas sim, para o remodelamento do abdômen e retirada do excesso de pele.  Não é indicada para mulheres que ainda pretenda ter filhos.
No pós-operatório são utilizadas cintas elásticas, para um melhor resultado.
A cicatriz deixada por esta cirurgia pode ser facilmente escondida sob a calcinha e o biquíni. Após o sétimo ou oitavo mês essa marca, geralmente, vira uma linha esbranquiçada.
Nos primeiros meses, o abdome apresenta uma insensibilidade relativa, além de estar sujeito a períodos de "inchaço", que regride espontaneamente.

Nesta fase, poderá ficar com aspecto de "esticado" ou "plano". Com o decorrer dos meses, tendo-se iniciado os exercícios orientados para modelagem, vai-se gradativamente atingindo o resultado definitivo. Nunca se deve considerar como definitivo qualquer resultado, antes de 12 a 18 meses de pós-operatórios.
Não deve se esquecer que, até que se consiga atingir o resultado almejado, diversas fases são características deste tipo de cirurgia. Entretanto, poderá lhe ocorrer alguma preocupação no sentido de "desejar atingir o resultado final antes do tempo previsto". Seja paciente pois seu organismo se encarregará de dissipar todos os pequenos transtornos intermediários.

Após a cirurgia, aguarde para fazer sua dieta após a liberação médica. A antecipação desta conduta por conta própria, poderá determinar conseqüências difíceis de serem sanadas



R. Tenente João Gomes da Silva, 737 - Mercês Curitiba/PR    •    clinica.boulevard@hotmail.com    •    Fone: |41| 3338 9053