Peitoral masculino

Ginecomastia

A ginecomastia é o desenvolvimento excessivo de mamas nos homens. Ela é classificada em ginecomastia verdadeira e falsa. A ginecomastia falsa nada mais é do que um acúmulo de gordura na região do peito, como acontece com os ex-obesos. Esse tipo de problema é solucionado com uma lipoaspiração. Já a ginecomastia verdadeira ocorre nas fases de mudanças hormonais do homem (infância, adolescência e velhice) sem nenhuma patologia de base, na maior parte dos casos.

A maioria dos casos de ginecomastia verdadeira apresenta-se na puberdade, com uma incidência de 65% jovens entre 14 e 15 anos. Essa condição desaparece durante os últimos anos da adolescência, apresentando-se apenas em 7% aos 17 anos de idade.

A causa mais comum é um aumento nos estrógenos, uma diminuição nos andrógenos, ou um déficit nos receptores androgênicos. Ou seja, os fatores hormonais constituem a causa principal desta disfunção.

Se a causa for puberdade, é indicado esperar pelo menos dois anos para a regressão espontânea ocorrer. Existem outras causas de ginecomastia, como alcolismo e uso de esteróides anabolizantes. Nos casos de homens de idade mais avançada, o uso de medicação no tratamento das úlceras gástricas, tumores da glândula mamária e alterações hormonais exigem uma maior investigação clínica.

Para o planejamento cirúrgico, normalmente os especialistas utlizam a seguinte classificação:

Grau I: um botão localizado de tecido glandular que é concentrado ao redor da aréola que, geralmente, são fáceis de remover; tórax não gorduroso e não há excesso de pele.

Grau II: ginecomastia difusa em tórax com mais tecido gorduroso, onde as margens do tecido não são bem definidas. A associação com lipoaspiração do tecido gorduroso ao redor é freqüente.

Grau III: ginecomastia difusa com grande excesso pele. Estes pacientes necessitam incisões externas à aréola, na pele, ou reposicionamento do complexo aréolo-papilar ou as duas associadas.

A técnica cirúrgica depende do tipo de ginecomastia e de sua severidade. Existem três técnicas, que podem ser utilizadas separadamente ou em combinação: lipoaspiração (a mais simples), lipoaspiração ultrassônica (considerada por muitos como o tratamento de escolha para a maioria dos casos) e mamoplastia redutora (nos pacientes com excesso de pele).



R. Tenente João Gomes da Silva, 737 - Mercês Curitiba/PR    •    clinica.boulevard@hotmail.com    •    Fone: |41| 3338 9053